< Voltar

Workshop: Atendimento a Múltiplas Vítimas - XII Jornada Acadêmica

25 de agosto de 2016

Em ocasião da XII Jornada Acadêmica da UNINGÁ, os alunos do curso de graduação em Medicina participaram de um Workshop de Atendimento a Múltiplas Vítimas de inciativa do Dr. Aissar Eduardo Nassif, coordenador do curso, e  promovido pelo Prof. Dr. Ênio Molina, Secretário da Saúde do Município de Maringá e docente do curso de Medicina da IES, em parceria com várias equipes de Socorristas:  Corpo de Bombeiros, SAMU, SALVAR, Guarda Municipal, Polícia Rodoviária Estadual, SIATE, UNIMED, Defesa Civil e VIAPAR.

A simulação teve como escopo preparar os futuros médicos egressos da UNINGÁ para saber interagir com diversas equipes na dinâmica de socorro em casos de atendimento a múltiplas vítimas para salvar o maior número de pessoas.

 O treinamento teve inicio com a ligação do Secretário, Dr. Ênio Molina, para o Número de Emergência 192, informando um fictício acidente gravíssimo, proveniente de uma colisão frontal envolvendo três veículos, e deixando muitas vítimas no local. Alunos de várias séries participaram atuando como vítimas do acidente. A dinâmica mostrou os passos a seguir e os principais elementos de risco nestes casos: segurança do local, identificação das vítimas, montagem de um posto de triagem, e o pedido de apoio das equipes de socorristas para atendimento as vitimas. A primeira equipe a chegar ao local, com 12 minutos após a ligação,  foi o ABTR do Corpo de Bombeiros que consegue eliminar os riscos de explosão e retirada de vítimas presas nas ferragens dos veículos. Logo após, com 20 minutos, chegaram ao local as unidades de primeiros socorros do SAMU, SALVAR e UNIMED, que identificaram as vitimas pela urgência: vermelho, amarelo, verde e preto, e deram inicio aos primeiros socorros. Entre as vítimas fictícias, foram identificados três óbitos, doze feridos gravemente, oito feridos na categoria amarela e sete com ferimentos leves (verde).

Durante a simulação o Prof. Dr. Ênio Molina destacou alguns aspectos de risco e ressaltou que as vitimas de categoria verde, a imprensa e pessoas curiosas podem, em muitos casos, atrapalhar o bom desempenho dos socorristas.

Como resultado, vemos no rosto dos participantes a certeza pela escolha da profissão de medicina. Alunos engajados na formação teórica e prática para salvar vidas que, nesta simulação, experimentaram a posição de vitimas, compreendendo melhor a função determinante do médico na vida das pessoas.

 

DESTAQUES VEJA TODOS