< Voltar

Crianças são atendidas em projeto de Rugby na Uningá

13 de abril de 2017

O rugby é uma modalidade esportiva que vem crescendo no Brasil e passou a fazer parte de um projeto da Uningá para atender crianças de classes sociais menos favorecidas. Criado em 2016, o trabalho vem sendo desenvolvido graças a uma parceria com a Associação Maringaense de Rugby e o Projeto Florescer, que oferece atendimento social a dezenas de crianças no município.

À frente do projeto está a coordenadora do curso de Educação Física, professora-doutora Paula Marroni e a acadêmica de 1º ano Margrith Weiss, atleta da equipe maringaense de rugby e presidente da associação. São cerca de trinta crianças e adolescentes que frequentam os treinos na instituição semanalmente.

 O objetivo é desenvolver nas crianças os valores defendidos por este esporte, como respeito, disciplina, integridade, solidariedade e paixão. Segundo observa a atleta Margrith Weiss, o rugby é um esporte de muito contato físico, “se não existir muita disciplina e respeito ao outro, não funciona bem”. Por isso ela acredita que a prática é excelente para as crianças.

Para a professora Paula Marroni, uma das vantagens do rugby é ser um esporte acessível para todas as camadas sociais. “Assim como o futebol, só exige bola e campo”, explicou. Além do atendimento social às crianças do Projeto Florescer, ela afirma que o projeto permite aos estudantes de educação física da Uningá conhecer novas possibilidades de esportes e ampliar a formação acadêmica.

DESTAQUES VEJA TODOS