< Voltar

Coordenador da UNINGÁ reedita livro sobre qualidade na Construção Civil

08 de agosto de 2017

O professor Edinaldo Favareto Gonzalez, coordenador do curso de Engenharia Civil da UNINGÁ, está lançando a terceira edição do livro Aplicando 5S na Construção Civil, pela Editora da Universidade Federal de Santa Catarina. A obra ilustrada é um verdadeiro manual do Programa 5S.

 

O Programa 5S, concebido no Japão, tem como principal função “organizar a casa”, e pode ser aplicado em todos os setores produtivos, não apenas na construção civil. Traduzidos do japonês os cinco esses definem os “sensos” de utilidade, de ordenação, de limpeza, de saúde (segurança do trabalho) e de autodisciplina.


O livro, segundo o engenheiro civil e professor Gonzalez, mostra o conceito do Programa 5S, o passo a passo para a implementação e acompanhamento de todo o processo. “O Programa 5S se assemelha aos vários existentes dentro da busca da qualidade, mas podemos considerar um modelo mais humano na organização do processo produtivo com qualidade”, explica.

 

Na década de 90 nasciam as certificações da qualidade. Antes disso, as empresas utilizavam ferramentas isoladas para melhorar seus processos e alcançar qualidade. Deste modo aplicava-se o Estoque Zero, Ciclo PDCA, Brainstorming, Programa 5S, entre outros.

No final da década de 90, com a criação dos Sistemas de Gestão de Qualidade, as empresas passaram a englobar muitas dessas ferramentas de qualidade, tornando um sistema mais estável e confiável, transmitindo para a sociedade um padrão de produto ou serviço.  

 

O livro aborda fundamentos do Sistema de Gestão de Qualidade (SGQ), que obrigatoriamente está inserido o conceito 5S. O SGQ, reforça o autor, é cada dia mais comum em empresas de todos os setores que buscam a certificação de seus produtos ou serviços. 

 

Ele lembra ainda que a qualidade na construção tem certificação específica no Brasil (PBQP-H: Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat), e é adotada pelas construtoras de todos os portes. “Antes de existir a certificação PBQP-H ou as ISO 9001 cada empresa adotava um padrão de qualidade, e que agora foi unificado com um padrão legal. Mas na essência a certificação trata dos pontos que temos no Programa 5S”, considera Gonzalez, ou seja, os cinco sensos.


DESTAQUES VEJA TODOS