< Voltar

Combater o sedentarismo desde a infância foi um dos temas importantes da Jornada de Educação Física

28 de agosto de 2017

A Educação Física ofereceu atividades diversificadas para os estudantes durante a Jornada Acadêmica UNINGÁ. Os estudantes tiveram a oportunidade de contato com especialistas de áreas de amplo interesse na carreira profissional e aproveitaram para tirar as dúvidas.

Na quinta-feira a professora Daniele das Neves Baio fez palestra sobre Estratégias Recreativas para a Escola, com demonstrações práticas para os alunos. “Gostei muito dos temas desta jornada, e da chance de termos demonstrações práticas das atividades”, disse o estudante Eduardo de Almeida Silva, que cursa do 2º ano Educação Física.

Ainda na quinta-feira a professora Patricia Aparecida Gaion Rigoni ministrou o curso Desenvolvimento de Habilidades Pessoais e Sociais pelo Esporte. Tema de relevância na formação dos acadêmicos de Educação Física pela abordagem complementar ao assunto abordado em sala de aula.

Na sexta-feira foi a vez do professor Vitor Hugo Marani , mestre em Educação Física, ministrar o curso Dança e Educação Física: em Busca de Novas Possibilidades Corporais. “A dança tem muito a ver com a Educação Física, mas nem todo estudantes ou profissional sabe ou gosta de dançar e quero mostrar que independente disso é possível ensinar e incentivar a dança nas aulas”.

O curso do professor Marani abordou, de forma prática, o fundamento do ensino da dança. O importante, segundo ele, é o profissional saber explorar o movimento dos alunos, despertando o interesse pela atividade.

Na quadra do Ginásio de Esportes o professor Anselmo Alexandre Mendes falou sobre Pedagogia do Esporte - Iniciação Esportiva. “Vamos aperfeiçoar o conhecimento dos estudantes com uma abordagem diferente, mostrando a importância do incentivo à atividade física nas escolas”.

Para o professor Anselmo Mendes o sedentarismo está muito presente nas crianças, e a prática de atividade física na escola pode reverter as estatísticas de obesidade que temos hoje. “Precisamos incentivar a atividade física desde cedo para mudarmos a realidade da saúde pública que temos hoje”, afirmou lembrando que 80% dos agravos em saúde estão relacionados a doenças evitáveis.

Mendes diz que através do trabalho dos profissionais de diversas áreas, entre eles da Educação Física, é possível conscientizar a população para a importância da prevenção em saúde. “Isso começa com o incentivo da prática de atividade física com as crianças na escola. É uma questão de cidadania”. 

DESTAQUES VEJA TODOS