< Voltar

Minicurso atualiza profissionais da UNINGÁ na Normatização da ABNT

22 de setembro de 2017

Médicos e residentes do Hospital Memorial, coordenadores de cursos, professores e profissionais de diversos setores da UNINGÁ participaram nesta quinta-feira (21) do mini curso de Normatização da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). No sábado (23), o mini curso será oferecido aos professores e alunos do Programa de Mestrado Profissional em Odontologia (PMPO).

Ministrados pela bibliotecária da UNINGÁ, Vaudice Donizete Rodrigues, a atualização na Normatização da ABNT dá continuidade ao programa de Formação Continuada da instituição. “Essa semana já promovemos um mini curso sobre a legislação trabalhista para os coordenadores, fator importante para quem comanda equipes”, explica a professora doutora Arceloni Volpato, coordenadora do Grupo de Pesquisa em Linguagens, Educação e Tecnologia junto com a MsC Daniela Ferreira Correa.

Arceloni reforça que a atualização na Normatização da ABNT será uma ferramenta importante oferecida pela Assessoria de Pesquisa e Inovação (API) no plano de incentivo à produção de artigos científicos. O próximo compromisso será uma oficina sobre elaboração de artigos, ministrado pela Prof. Dra. Karina Freitas.

A bibliotecária Vaudice Donizete Rodrigues ressalta a importância da atualização nas normas da ABNT na proposta de padronizar a produção científica da UNINGÁ. “A intenção do mini curso é unificar a linguagem dos trabalhos dentro do padrão estabelecido”.

A professora Arceloni abriu os dois mini cursos oferecidos na quinta-feira falando da importância de cada passo dentro da proposta de alavancar a produção científica da UNINGÁ. “Queremos nível de excelência e para isso vamos promover várias etapas de treinamento”, afirmou.

O Grupo de Pesquisa em Linguagens, Educação e Tecnologia (GPLET) está inscritos no CNPq e reúne pesquisadores da UNINGÁ e convidados. O GPLET é voltado a investigação na área de Educação e Tecnologias.

A produção do grupo de investigadores embasa o desenvolvimento do projeto de um novo mestrado na área. A proposta adianta a professora Arceloni, é ampliar e sistematizar a produção científica da UNINGÁ, assim como criar novos níveis de formação profissional, com maior especialização.

DESTAQUES VEJA TODOS