< Voltar

I Ciclo Arq + Urb da UNINGÁ inicia Charrete com 24 horas de projetos

10 de outubro de 2017

O I Ciclo Arq + Urb da UNINGÁ inicia nesta terça-feira (10) a Charrete com Coffee, tradicional maratona de criação com 24 horas de trabalho para as equipes. Das 19 horas desta terça-feira até 19 horas de quarta-feira os grupos de acadêmicos estarão desenvolvendo projetos dentro de um tema proposto pela organização do evento.

Os melhores trabalhos criados na Charrete receberão prêmios e menção honrosa. “O importante da Charrete é que as equipes são formadas por acadêmicos de todos os anos, o que proporciona uma troca de experiência muito grande”, explica a professora Alessandra Izelli, coordenadora do curso de Arquitetura da UNINGÁ.

O tema para a Charrete é apresentado aos grupos no início dos trabalhos. A professora Alessandra Izelli adianta que o tema tem relação com todos os assuntos tratados nas palestras do Ciclo, por isso a importância da presença de todos nas atividades do evento. “Os acadêmicos recebem subsídios nas palestras que serão importantes no desenvolvimento do projeto na Charrete”.

Aberto segunda-feira o I Ciclo Arq + Urb debate os principais temas da Arquitetura e Urbanismo com profissionais com experiência acadêmica e de mercado. No primeiro dia foram debatidos o Paisagismo no Ambiente Urbano, com a arquiteta Fernanda Maróstica, e Diversidade no Espaço Urbano, com a arquiteta Gabriela Maróstica.

Ainda na segunda-feira, foram apresentados mais dois temas. Conceitos de Ergonomia e Design Aplicados no Mobiliário Brasileiro, com a arquiteta Tânia Verri; e Propostas e Projeções da Semob de Maringá e Ideias Urbanas, com a arquiteta Elise Savi.

Na terça-feira (10), o arquiteto Paulo Catto falou sobre Experiência e Parâmetros em Concursos de Arquitetura. Em seguida o arquiteto Rafael Scoaris explica a Legislação e Normas de Acessibilidade.

Ainda na terça, junto com o início da Charreta, mais uma palestra, sobre Modo de Vida, limitações e Condicionantes de Projeto para Idosos, com a arquiteta Bianca Almeida e a diretora do Lar Luzamor, Miriam Kaoru.

DESTAQUES VEJA TODOS