< Voltar

Educação Física da UNINGÁ é três estrelas no Guia do Estudante

24 de outubro de 2017

O curso de licenciatura em Educação Física da UNINGÁ conquistou três estrelas na última edição do Guia do Estudante, principal publicação do ranking das instituições de ensino superior do Brasil. As três estrelas consideram o curso como bom pelo nível de ensino e a estrutura oferecida aos acadêmicos.

Para a professora Paula Marroni, a nota representa uma boa colocação e pensando na qualidade da formação dos acadêmicos ressalta: “Temos uma estrutura fantástica e um corpo docente comprometido em buscar sempre o melhor e vamos buscar mais estrelas”.

O bacharel ou licenciado em Educação Física tem a responsabilidade de organizar e supervisionar programas de exercícios físicos e de recreação. Pode ainda auxiliar no tratamento de portadores de deficiência e prepara atletas de diversas modalidades esportivas.

O profissional da área pode trabalhar com grupos, em escolas, clubes, academias e ONGs, ou prestar atendimento individual, como personal trainer. Para exercer a profissão é obrigatório o registro no Conselho Regional de Educação Física (Cref) de seu estado. Para lecionar em escolas é necessário o diploma de licenciatura.

Entre os locais que mais empregam profissionais de Educação Física estão as escolas e academias . O Brasil conta com 31,8 mil academias e é o segundo país com o maior número de academias por habitante pelo levantamento feito pela International Health, Racquet & Sportsclub Association (IHRSA) em 2015.

Como Educação Física é uma disciplina obrigatória nos ensinos Fundamental e Médio, o maior campo de trabalho para os licenciados são as escolas públicas e privadas. Outra área com crescente demanda por profissionais é a de condicionamento físico, onde ele pode trabalhar como personal trainer.

O profissional de Educação Física pode trabalhar ainda em clubes, empresas privadas – com ginástica laboral – e em condomínios e resorts, promovendo atividades esportivas e de recreação. Há oportunidades em clínicas, hospitais e spas, que contratam o profissional para tratar do condicionamento físico dos pacientes. Empresas de seguro-saúde procuram o educador físico para atuar em centros de saúde preventiva.

As regiões Sul e Sudeste concentram a maioria das vagas e também a maior concorrência. No Nordeste, o setor de turismo absorve muitos profissionais para trabalharem principalmente em hotéis e resorts ou em agências que promovem turismo de aventura, organizando atividades como trekking, escalada, rapel, rafting e arvorismo.

No curso há matérias da área de Ciências Biológicas, como anatomia, fisiologia e ortopedia. O aluno aprende ainda estatística, administração e economia, além das disciplinas específicas da área.

Nas licenciaturas, a partir do terceiro ano, entram no currículo as disciplinas ligadas ao processo pedagógico, como psicologia da educação e práticas pedagógicas. Além do estágio obrigatório as instituições exigem uma monografa de conclusão de curso.

DESTAQUES VEJA TODOS