< Voltar

Engenharia de Produção forma profissionais preparados para o futuro

28 de março de 2018

O curso de graduação em Engenharia de Produção da UNINGÁ conta com toda tecnologia de laboratórios de ponta dos cursos de engenharia da instituição. Junto com um corpo docente qualificado o curso forma o profissional para atuar em todos os setores das empresas gerenciando recursos humanos, financeiros e materiais.

O curso de Engenharia de Produção forma profissionais aptos para atuarem na elaboração de projetos, modelagem, implantação, operacionalização, manutenção e melhoria nos sistemas produtivos. O egresso estará capacitado para atuar em praticamente todas as áreas dentro de empresas de todos os segmentos.

O profissional formado em Engenharia de Produção tem condições de especificar, prever e avaliar os resultados obtidos dos sistemas produtivos recorrendo a conhecimentos especializados da matemática, física, ciências humanas e sociais, conjuntamente com os princípios e métodos de análise e projeto da engenharia, a partir de normas de órgãos nacionais e internacionais.

Compreende-se que o profissional da engenharia de produção, em função das características atuais do mercado pós-industrial, com a sua formação orientada para a gestão de sistemas produtivos, reúne conhecimento com grande potencial para agregar competitividade aos sistemas produtivos em todos os níveis.

Devido à sua formação multidisciplinar e visão sistêmica, o mercado de trabalho para o Engenheiro de Produção é bastante amplo, sendo possível atuar em diferentes segmentos, como na área de finanças, produção, recursos humanos, marketing ou desenvolvimento do produto; organizações de manufatura ou de serviços relacionados aos demais setores: mecânica, petróleo, química, civil, eletroeletrônica, alimentos, siderúrgico e agroindustrial, dentre outros.

O engenheiro de produção reúne ainda competência para supervisionar e gerenciar a linha de produção de uma empresa com menores custos mantendo a agilidade e a qualidade do serviço ou produto. O curso garante as habilitações profissionais regulamentadas pelo CREA e as vantagens de um amplo mercado de trabalho.

A profissão de engenheiro de produção surgiu no Brasil a partir de 1950, dentro da busca da qualidade e produtividade pelas empresas. O curso nasceu praticamente dentro da Engenharia Mecânica, com dedicação inicial às dimensões físicas dos sistemas produtivos.

A partir da década de 1970 a Engenharia de Produção passou a apresentar notável desenvolvimento, tornando-se independente das demais áreas da tecnologia e passando a ser aplicada a todas as áreas clássicas das engenharias.

Fotos: Douglas Marçal

DESTAQUES VEJA TODOS