< Voltar

Calouros de Agronomia da UNINGÁ participam de trote ambiental

11 de abril de 2018
Calouros do curso de Engenharia Agronômica da UNINGÁ participaram na segunda-feira (9) de um trote diferente, o plantio de sementes de espécies nativas. O trote ambiental dá início a um trabalho que visa a formação e condução de mudas dentro do projeto de elaboração do novo Plano Diretor de Arborização Urbana de Maringá. 
O professor Arney Eduardo Ecker representa o curso de Engenharia Agronômica da UNINGÁ na equipe de elaboração do novo Plano Diretor de Arborização Urbana de Maringá. A equipe conta ainda com representantes da Prefeitura de Maringá, Funverde, UEM, Copel e Sanepar entre outras instituições.
Ele destaca que entre os objetivos do plano está a produção de essências nativas em viveiros. “O trote ecológico busca dar  oportunidades aos nossos acadêmicos de participar desse processo muito importante para a arborização da cidade e para o conhecimento deles”.
O plantio das sementes, realizado em parceria com a Prefeitura e a Funverde, é apenas uma das várias etapas do plano. No final do ano passado, lembra o professor Arney, foi realizada a coleta de várias espécies arbóreas do município. Além da coleta e da compra de sementes e agora do plantio em diferentes substratos os alunos vão acompanhar ainda a condução em viveiro, irrigação, adubação, manejo de pragas, de doenças e desenvolvimento das mudas. 
No mês de setembro, em comemoração ao Dia da Árvore, algumas mudas serão utilizadas em áreas de fundos de vales e na recuperação de áreas rurais degradadas, entre outras possibilidades. “Nossos alunos de Agronomia terão a oportunidade em observar todo o processo de produção, acompanhar as legislações municipal, estadual e federal, além de promover uma atividade educativa, social e ambiental”, ressalta.  
Neste primeiro momento os estudantes plantaram sementes de duas espécies, Schinus molle e tabebuias. Com base nos trabalhos que estão sendo realizados em parceria na formatação do novo Plano Diretor, serão semeados também espécies como Pterocarpus violaceus; Caesalpinia echinata; Handroanthus chrysotrichus; Bauhinia variegata e Cassia grandis; dentre outras a serem usadas nas vias públicas, praças, parques, fundos de vales.
DESTAQUES VEJA TODOS