ENGENHARIA ELÉTRICA

OBJETIVOS GERAIS DO CURSO

O Projeto Pedagógico do Curso de graduação em Engenharia Elétrica da UNINGÁ propicia uma formação geral que atende às necessidades contemporâneas, sendo compatível com referenciais nacionais e internacional de qualidade.

O curso de graduação em Engenharia Elétrica da UNINGÁ tem como objetivo a formação profissional para atender às diferentes solicitações na área de engenharia elétrica, com uma visão crítica, criativa e inovadora, através de uma sólida formação geral e humanística, associada à formação profissional específica.

PERFIL DO EGRESSO

O curso de graduação em Engenharia Elétrica da UNINGÁ pretende atender as especificidades do mercado regional, bem como as características da demanda do mercado nacional e internacional. Assim, o egresso possuirá capacitação adequada para atuar em níveis organizacionais distintos, podendo assumir funções em todos os níveis desde o operacional até a gestão.

Esse profissional terá perfil versátil para atuar em áreas correlatas e interdisciplinares da engenharia elétrica. Dentre as características marcantes do curso está a formação de profissionais com perfil para dedicação acadêmica à pesquisa, a pós-graduação e ao ensino.

O curso oportuniza uma forte formação prática em complementação à base teórica, viabilizada através da oferta de disciplinas de laboratório e plataformas para experimentação dos conteúdos teóricos.

MERCADO DE TRABALHO

O profissional graduado em Engenharia Elétrica pode atuar em indústrias, empresas de projetos e instalações, empresas comerciais de equipamentos eletrônicos, desenvolvimento de projetos de equipamentos industriais e hospitalares, instituições científicas, empresas geradoras de energia elétrica e demais, bem como está apto para atuar na docência e pesquisa.

O engenheiro eletricista é peça chave no processo de desenvolvimento de projetos de baixo impacto ambiental, seja na geração de energia limpa, em processos de aplicação sustentável de energias renováveis, conversões de energia elétrica eficiente como em armazenamento e desenvolvimento de nova formas de acumulação de energia elétrica. No vértice das práticas da Indústria 4.0 e do sistema de habitação inteligente e autossustentável se encontra a economia de energia tendo o engenheiro eletricista como maior aliado para desenvolver e gerir projetos de baixo impacto ambiental e energético.

Pode atuar no setor de geração e distribuição de energia elétrica aplicando novas técnicas e materiais.

Existem inúmeras possibilidades de desenvolvimento e pesquisa nesta área em instituições acadêmicas mundo a fora subsidiadas pelo governo federal.

Com a privatização dos geradores e fornecedores de energia elétrica, também deverá ocorrer um incremento considerável na procura de engenheiros eletricistas.